Blog

  • X-Men: Fênix Negra – E Aí?

    9 de junho de 2019

    X-Men: Fênix Negra – E Aí?

    A saga dos mutantes da Marvel nos cinemas se iniciou lá em 2000, com o inesperado sucesso estrondoso de “X-Men”, dirigido por Bryan Singer. Desde então tivemos diversos filmes nesse universo (nem sempre sendo filmes bons). Mas agora os mutantes “voltaram pra casa”, e farão parte do MCU em algum momento num futuro próximo. Mas… como foi esse capítulo final?

    O filme se passa em 1992 (essa nova leva conseguiu cobrir um espaço de pouco mais de 30 anos entre “X-Men: Primeira Classe” e “Fênix Negra”). Após vermos Jean Grey (Sophie Turner) ainda criança no ano de 1975, que após um acidente acaba sendo acolhida por Charles Xavier (James McAvoy) a história entra nos anos 90 quando os X-Men, agora considerados heróis após os eventos de Apocalypse, precisam salvar astronautas após um acidente com um ônibus espacial. Mas nessa operação Jean acaba sendo atingida por uma força cósmica, e sobrevive aparentemente bem. Só que essa força (que em nenhum momento é chamada por algum nome) não é controlada e Jean se torna então uma ameaça. Como as coisas poderão ser resolvidas?

    A crítica massacrou o filme, considerado o pior de toda a saga dos X-Men (se considerarmos só os sete filmes, sem levar em conta os filmes solo de Wolverine e os dois Deadpool). Após assistir eu não concordo. Acho que “O Confronto Final” e “Apocalypse” são filmes piores, mas de fato ele não se salva de um final melancólico. Eu creio que a galera já tava de saco cheio desses filmes e, sabendo que a compra da Fox pela Disney estava em andamento, decidiram só acabar aquilo de uma vez. Mesmo que os atores tenham se esforçado (Sophie Turner, James McAvoy e Michael Fassbender principalmente) o filme acaba por ser apenas uma tentativa (falha outra vez) de trazer o incrível arco da “Fênix Negra” pros cinemas, mas ainda assim um pouco melhor do que foi em “O Confronto Final”. Acho que um dos maiores desserviços do filme são os vilões, que eu não faço ideia de onde surgiram e fazem a ideia perder muito da força que poderia.

    Mesmo não sendo o desastre completo que a crítica bateu na tecla eu ainda assim não sei se recomendaria uma ida ao cinema. Acho que dá pra esperar mais um pouco ele sair em outros… formatos, digamos.

    Postado por Will Sparrow

    Avatar do Caos, otaku da velha guarda, brony nas horas vagas.