Blog

  • O Doutrinador – E Aí?

    3 de novembro de 2018

    O Doutrinador – E Aí?

    O Doutrinador – E Aí?

     

    Eu dificilmente vou ao cinema assistir um filme nacional (cravo pra vocês que esse é apenas o QUARTO filme nacional que vejo no cinema, sendo que nenhum deles foi Tropa de Elite 1 e 2).  Mas o que me fez assistir a esse em especial?

    O Doutrinador é uma HQ nacional criada por Luciano Cunha. Como não li (ainda) não posso cravar o quanto o filme foi fiel, por isso vou me ater ao filme.

    O Doutrinador trata de Miguel, um policial da DAE (uma divisão especial federal), que está numa operação que envolve o Governador e um enorme esquema político. Saindo disso, ele tem um carinho enorme por sua filha, Alice. Num trágico evento ela acaba falecendo, e Miguel entra numa espiral de revolta que culmina na criação da persona do Doutrinador, que caça políticos corruptos para limpar o país da corrupção.

    Admito que é até meio clichê em diversos momentos do filme, pois temos visto filmes e séries aos montes de heróis (e anti-heróis, que é onde encaixo o Doutrinador). Mas para o cinema nacional é um respiro de novidade, seja a temática de ação, seja a linguagem mais próxima do cinema hollywoodiano, com cenas de ação e lutas MUITO boas. Em alguns momentos até viscerais. Kiko Pissolato (o Doutrinador) e Tainá Medina (a hacker Nina) mandam muito bem em cena, e o entorno é extremamente capaz de segurar as pontas também.

    O momento em que vivemos de polarização torna esse filme ainda mais importante e atual. Aliás, eu me peguei pensando, mais de uma vez, como a história parecia extremamente igual a política nacional.

    Se querem ação, esse é um ótimo pedido!

    Postado por Will Sparrow

    Avatar do Caos, otaku da velha guarda, brony nas horas vagas.