Notícias

  • The Game Awards 2019

    17 de dezembro de 2019

    A premiação mais aguardada do mundo gamer aconteceu na última quinta-feira, 12 de Dezembro, e com ela tivemos o Game of the Year de 2019 (GOTY) Sekiro – Shadows Die Twice, mas será que a premiação desse ano é realmente uma conquista digna de se exibir na caixinha do game?

    E a resposta é: não. O TGA (The Game Awards) desse ano foi completamente escasso de jogos de grande impacto quando comparamos ao TGA de 2018 onde tivemos God of War, Spider Man, Red Dead 2, Monster Hunter, etc…

    Quando olhamos pros competidores deste ano não conseguimos enxergar grandes jogos que atraem os olhos do público. Tínhamos Control um game com uma mecânica peculiar e uma historia original, de uma boa desenvolvedora que nos trouxe jogos como Max Payne e Alan Wake. Ótimos jogos mas nenhum deles chegou a ganhar nenhum GOTY.

    Em seguida temos Death Stranding, um jogo do Tarantino dos games, Hideo Kojima, o jogo traz uma pegada muito mais humana e realmente nos faz pensar em como nos relacionamos com outras pessoas, um jogo com uma proposta completamente diferente, uma proposta de reavaliarmos como nos conectamos com outras pessoas com mecânicas que nos deixam ajudar outros players, e com um multiplayer que não é focado em matar os outros players, uma obra de arte mas não agradou os críticos e juízes o suficientes.

    Resultado de imagem para The Game Awards 2019"

    Aqui as coisas ficam um pouco piores, temos Super Smash Bros Ultimate, Resident Evil 2 e The Outer Worlds. Um jogo de luta cartunesco super explorado da Nintendo, um remake e uma cópia sci-fi preguiçosa de Fallout. Me perguntei como deixaram esses games entrarem na lista e a resposta veio automaticamente: não tivemos lançamentos bons o suficiente este ano.

    Desde o começo do TGA este foi sem duvidas o ano com o maior quantidade de títulos desinteressantes e jogos medíocres, mas não foi tudo esse show de horrores, tivemos ótimos trailers e anúncios, tivemos um gostinho do novo Xbox Series-X e surpreendentemente tivemos Devil May Cry 5 ganhando na categoria Melhor jogo de Ação, que foi a categoria que foi de longe a mais concorrida, disputando o titulo junto com Call of Duty Modern Warfare, Apex Legends, Gears 5, Metro Exodus e Astral Chain. Me enche o coração de esperança do gênero Hack N Slash se livrar desse estigma de jogos chatos e repetitivos, DMC5 é um jogo que te faz ficar ansioso por cada fala do Dante, e te excita com cada combo. Era o sopro de ar fresco que o gênero estava precisando. Não podemos esquecer de mencionar a campanha de CoD Modern Warfare, essa mistura de fotorrealismo com uma historia moralmente cinzenta faz o jogo não ser uma experiencia para todos os gostos. Durante a campanha você vai se pegar sendo obrigado a realizar ações que vão contra sua índole e faz você realmente pensar se está fazendo a coisa certa. Não tenho uma experiencia dessa desde Spec Ops – The Line, onde no fim do jogo você vê todas as consequências das suas ações in game.

    E vocês, o que acharam da premiação? Sekiro é muito jogo pro premio ou o premio foi muito fraco pro jogo? Deixem seus comentários sobre o assunto 🙂

    Postado por Zyon

    Entusiasta Gamer, azedo e amargo