Blog

  • Minha experiência com Star Wars: A Ascensão Skywalker

    19 de dezembro de 2019

    A primeira coisa que preciso dizer é que o Cinemark pisou na bola, e pelo relato de um amigo do outro lado de São Paulo é que não foi um caso isolado…

    As filas mal organizadas que apenas liberaram para entrar faltando 15 minutos para começar, e com isso causando tumulto e gente entrando depois do filme começar.

    Com isso, pararam o filme para esperar todos se acomodarem e voltaram do começo (no caso do meu amigo, isso aconteceu 3x), ai já azedou meu animo, e acabei pegando no pé do filme por detalhes que podem passar batido pela maioria.

    E a primeira coisa que quero dizer, é que o filme segue bem o que sempre foi Star Wars, a Dualidade sempre existente na série e que encanta os fãs a gerações, mas que acabou passando um pouco das telas na Dualidade de pensamentos conflitantes dos 2 diretores e suas respectivas visões.

    Muito se parece que o filme tenta esconder ou mascarar os eventos do filme anterior, algumas partes do roteiro ficou com uma explicação meramente jogadas ao vento (com a grande ajuda da força em alguns pontos), e isso com certeza vai causar uma dualidade entre os fãs que irão gostar e os que irão virar a cara, e confesso que fiz parte dos 2 grupos.

    Como um todo, não podemos cobrar tanto de furos de roteiro que desde a trilogia clássica existem (O beijo da Leia e do Luke que o diga), e podem ser perdoadas como vejo muitos dos que foram na pré-estréia fizeram, e ai chego no ponto forte de Star Wars, que é a força individual de cada personagem para manter essa Saga como uma das mais memoráveis de todos os tempos!

    O Crescimento de Rey e Kylo Ren ficou espetacular como um todo, e gostei bastante de como foi resolvido a trama dos 2, apesar de algumas ressalvas. E ouso dizer que Ben Solo conseguiu chegar a um belo final, superando seu Tio e Avo.

    A Grande sutileza que usaram para aproveitar as cenas de Carrie Fisher como Princesa Leia ajudaram muito o filme, e ouso dizer que é o personagem que eu mais gostei do filme.

    Acho que ficou devendo por ser um filme de fechamento da trilogia, mas como um filme individual agrada bastante.

    Postado por Jefferson Lego

    Anti-heroi em treinamento, mestre da sutil arte de insultar sem que a pessoa se sinta insultada...
    Seguindo meu Ka sem restrições nem arrependimentos...