Blog

  • Falando um pouco sobre Kaguya-sama: Love is War

    31 de março de 2021

    Falando um pouco sobre Kaguya-sama: Love is War

    Falando um pouco sobre Kaguya-sama: Love is War

    Quando comecei a assistir Horimiya, algo dentro de mim acordou pra romcoms. E com isso acabei me arriscando com Kaguya-sama: Love is War. Mas ao contrário de Horimiya, que coloca uma relação um pouco diferente do normal entre Hori Kyouko e Miyamura Izumi, mas ainda assim normal dentro dos padrões dos animes, a relação entre Shinomiya Kaguya e Shirogane Miyuki é um bocado fora dos padrões. E isso o torna um anime interessantíssimo!

    Kaguya e Miyuki fazem parte do Conselho Estudantil do Colégio Shuchi’in, como vice-presidente e presidente. E também conhecemos de cara a secretária Fujiwara Chika. E vemos o dia a dia deles no Conselho Estudantil, e as desventuras de Shinomiya e Shirogane em busca de um fazer com que o outro declare seu amor. E é essa a grande graça da coisa, porque com ambos bolando planos mirabolantes acabam entrando em situações às vezes esdrúxulas, seja por algum deslize deles ou por intervenções de uma desavisada Fujiwara. Depois conhecemos o quarto membro do Conselho, o tesoureiro Ishigami Yu, um garoto bastante reservado, além de Hayasaka Ai, que trabalha para a família Shinomiya e é um tipo de auxiliar de Kaguya (mas com mais liberdade do que uma auxiliar normalmente teria num geral)

    Mas nem só desse romance às avessas vive o anime. Temos vislumbres de como foi a criação de Shinomiya, o que a torna exatamente como vemos. E como a convivência no Conselho Estudantil a muda com o passar do tempo, tornando-a cada vez mais uma garota (perto do) normal. E esse contraste de comédia, romance e um belo toque de trama fazem desse anime um daqueles que vale a pena pegar as duas temporadas que já saíram (e podem ser encontradas na Funimation) e assistir sem medo. E a Panini trouxe o mangá pra cá, e já lançaram o primeiro volume nas bancas e lojas (ou sites como a Amazon), com o segundo chegando nos próximos dias.

    Num próximo texto pretendo focar apenas em Kaguya e como a personagem evolui de forma maravilhosa durante as duas temporadas (e quem sabe algum dia falo sobre o mangá também). Mas esse texto eu quero pensar com calma, porque vale a pena escrever com todo o carinho que ela merece!

    Postado por Will Sparrow

    Avatar do Caos, otaku da velha guarda, brony nas horas vagas.