Blog

  • A Omnisciência da Quarta Dimensão

    17 de janeiro de 2020

    A Omnisciência da Quarta Dimensão

    Eu dificilmente falo sobre música aqui, mas hoje quero falar sobre um cara aí: Devin Townsend. Ele é um cara que gosta, realmente, de trabalhar. Esse canadense maluco costuma lançar discos em diversos projetos, seja solo ou com uma de suas bandas. E, normalmente, são grandes discos! E vou falar do álbum duplo dele, lançado em 2014: Z², dividido no disco 1 (Sky Blue), basicamente instrumental, e disco 2 (Dark Matters), uma epopeia de tentativa de dominação mundial do personagem criado por ele, o alien Ziltoid, the Omniscient.

    Em Sky Blue temos algo mais próximo da sonoridade de discos como Synchestria, da Devin Townsend Band ou Epicloud, da Devin Townsend Project. Soa como algo mais intimista e passaria fácil como um disco de post-rock em alguns momentos. Uma primeira audição me levou a considerá-lo uma das melhores coisas que Townsend já gravou até hoje. Anneke van Giersbergen continua colaborando com sua maravilhosa voz, que casa de forma incrível com os vocais de Townsend. Não consigo destacar músicas desse disco, ele vale ser ouvido de ponta a ponta, toda vez.

    Chegamos ao disco seguinte: Dark Matters. Seguindo a linha sonora de Deconstruction e de discos do Strapping Young Lad, esse segundo lado de Z² traz a continuação da história do alien Ziltoid, em busca do domínio da Terra e de mais café. Com sua sonoridade pesada e interação dos personagens durante as músicas (Devin como Ziltoid, o lutador ex-WWE e músico Chris Jericho como Captain Spectacular e Dominique Lenore Persi, da banda Stolen Babies, como a War Princess), além dos bizarros “filhos” da War Princess, os Poozers e a arma definitiva de Ziltoid, o aparentemente fofo mas destruidor Planet Smasher. É impossível não se empolgar ouvindo essa história! A chegada de Ziltoid ao planeta, apresentado pelo Captain Spectatular a raça humana, o Poozer sequestrado por Ziltoid, a fuga desse Poozer, a descoberta dos planos de Ziltoid pela War Princess, o ataque sem piedade dela ao planeta, a prisão de Ziltoid e sua libertação por Spectacular em troca de auxílio no combate contra a War Princess, o ataque da raça humana contra ela, a traição de Ziltoid, a descoberta que faz ele ajudar os humanos e o fim da batalha, com o poderoso ataque do Planet Smasher.

    Eu deixo aqui a recomendação: busquem conhecimento mais da discografia desse cara. É coisa boa na certa!

    Postado por Will Sparrow

    Avatar do Caos, otaku da velha guarda, brony nas horas vagas.